Microsoft office per tablet android https://pilloleitalia.net/ tassi di ipoteca rifinanziare wells fargo
 

pilloleitalia.net più alta qualità pillole

CINEMA

09/08/2010

Doutor Jivago

Um dos 100 filmes mais importantes

Por Rodrigo Ramos

Apontado como um dos 100 filmes mais importantes de todos os tempos, Doutor Jivago é um longa nos mesmos moldes de ...E O Vento Levou. Toda e qualquer comparação não é mera coincidência, já que a película é baseada em um livro interminável assim como o outro. Da mesma forma que no filme vencedor de 10 Oscar, Doutor Jivago também tem o mérito de adaptar perfeitamente o calhamaço de páginas, montar uma história coesa, passando por vários momentos históricos, com um romance a frente de todos os fatos.

 

                   MGM/Divulgação

 

O longa é de 1965 e conta em seu elenco nomes de grande porte, como Omar Sharif, Julie Christie e Alec Guiness. É um dos últimos exemplares dos grande filmes épicos, os grandes romances. Não faltam elogios para ele, já que marcou a história do cinema com uma grande bilheteria para a época, agradou os críticos e fez um belo retrato da reviravolta na história da Rússia, mostrando o quanto as revoluções naquele país modificaram drasticamente a vida dos cidadãos.

 

                 MGM/Divulgação

 

Por isso, Doutor Jivago se torna tão especial. Como não poderia deixar de faltar, há um triângulo amoroso aqui, mas não é este o principal atrativo aqui. As passagens históricas se tornam muito mais relevantes do que a própria história de amor. Não que ela seja mal contada, porém não consegue ser tão chamativa como a história por trás dos amores de Jivago. As imagens da bela e fria Rússia são um dos pontos altos da fita. A fotografia de Freddie Young, premiada com o Oscar, é magnífica. Ela nos proporciona belos momentos, nos deixa embasbacados com tamanha beleza, seja um belo pôr do sol, a neve branquinha ou um extenso campo de flores. O jogo de luz e sombra em determinadas cenas dá um tom mais soturno, sério para o momento. Há eficiência de sobra na produção, incluindo uma ótima trilha sonora também premiada com o Oscar, composta por Maurice Jarre.

 

                 MGM/Divulgação

 

O longa passeia pelos anos antes, durante e pós a revolução russa, quando a nação se tornou um país socialista. Iury Jivago (Omar Sharif) é um médico e poeta que se muda para Moscou logo cedo ao se tornar órfão. Quando maior, acaba se casando com a aristocrata Tonya (Geraldine Chaplin). Em outra vertente, temos Lara (Julie Christie), que morava com sua mãe e o padrasto, o político sem  escrúpulos, Victor Komarovsky (Rod Steiger). Ele acaba estuprando a garota, que tenta matá-lo e no local da tentativa é que Jivago coloca os olhos na moça loira. Ela, por sua vez, acaba se casando com Pasha Strelnikoff (Tom Courtenay), que mais tarde acaba tornando-se o maior revolucionário do país, o responsável pelas mudanças na nação russa.

 

                   MGM/Divulgação

 

Durante a revolução, Jivago é enviado para a Ucrânia para ajudar os soldados, assim como Lara, que é uma enfermeira. Lá eles criam um laço forte, que mesmo depois de se separarem pelo tempo, acaba reacendendo quando já na Rússia novamente, Jivago a reencontra e a paixão os consomem. Portanto, Jivago tem que fazer uma escolha, enquanto a Primeira Guerra Mundial começa a estourar e os caminhos parecem cada vez mais difíceis de serem trilhados. 

 

                 MGM/Divulgação

 

Doutor Jivago é narrado em flashback pelo meio irmão do jovem médico, Yevgraf (Alec Guiness), que está em busca da filha que Jivago teve com Lara. Com eficácia, o longa consegue entreter, emocionar, nos fascinar. A paixão está presente, mas só se torna mais relevante na última hora de metragem. É uma bela história, com cenários maravilhosos e atuações acima da média e que serve de retrato da história russa. Um filme que envelheceu bem e que tem sustentabilidade. Logo, é imprescindível para quem ama cinema de verdade. 

 

                MGM/Divulgação

 

 

Confira o trailer

 

 

 

Doctor Zhivago

EUA / Itália, 1965 - 201 min
Romance

Direção: David Lean
Roteiro: Robert Bolt
Elenco: Geraldine Chaplin, Julie Christie, Tom Courtenay, Alec Guiness, Siobhan McKenna, Ralph Richardson, Omar Sharif, Rod Steiger, Rita Tushingham

 

 


blog comments powered by Disqus


2016

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Julho
Setembro
Novembro

2015

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Outubro
Novembro
Dezembro

2014

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Dezembro

2013

Janeiro
Fevereiro
Março
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro

2012

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro





Política de Privacidade | Sobre | Anuncie | Contato | Copyright © 2017 culture-se - Todos os Direitos Reservados.